Novo Guideline Enterobactérias Resistentes - CDC 2012

 26/06/2012

Acaba de ser lançado pelo CDC - Centers for Diseases Control and Prevention, o novo Guideline para prevenção e controle de Enterobactérias carbapenem resistentes [CRE]. Esse documento expande as recomendações de 2009 e continuará a evoluir na medida em que novas informações estiverem disponíveis. "A emergência e a disseminação de resistência aos carbapenêmicos entre Enterobacteriaceae nos Estados Unidos representam uma séria ameaça à saúde pública. Estes organismos são associados com elevadas taxas de mortalidade e têm o potencial para se disseminarem amplamente. Diminuir o impacto destes organismos exigirá um esforço coordenado envolvendo todas as partes interessadas, incluindo as instituições de saúde, profissionais e prestadores de serviços, a saúde pública e a indústria. A abordagem para controlar a transmissão destes organismos nas instituições de saúde inclui o seguinte: • Reconhecer que estes organismos como epidemiologicamente importantes. • Compreender a prevalência na sua região. • Identificar pacientes colonizados e infectados quando internados na instituição. • Implementar intervenções regionais projetadas para interromper a transmissão desses organismos. CRE são epidemiologicamente importantes por várias razões: • CRE têm sido associadas com taxas de mortalidade elevada (até 40 a 50% em alguns estudos). • Além da resistência ao ?-lactamico/carbapenem, CRE muitas vezes carregam genes que conferem altos níveis de resistência a muitos outros antimicrobianos, muitas vezes deixando muito limitadas opções terapêuticas. • Cepas "pan-resistente" produtoras de KPC têm sido relatadas. CRE se espalharam muitas partes dos Estados Unidos e têm o potencial de se espalhar de forma mais ampla." Para facilitar a vigilância epidemiológica de infecção/colonização por Enterobactérias produtoras de KPC nas instituições de saúde, esse novo Guideline mostra no Apêndice C um exemplo de questionário a ser usado pelos controladores de infecção hospitalar. .............................................................................................................. Acesse o documento em: Guideline Enterobact MDR CDC 2012                                                                                                                      Kátia Costa

TAGS